Sobre o autor

Conheça Thêmis


Se a advocacia é constante exercício de virtude, a Casa do Advogado, a OAB, não pode e não deve deixar de dar o exemplo fecundo.

 

Instada a preencher o seu quinto constitucional no egrégio Tribunal de Justiça do Distrito Federal, mister repleto de significações, a OAB/DF, sob a regência de seu batônnier, cuidou de preparar uma bela composição democrática (Resolução nº 8/91). Compôs bem a partitura, deu-lhe a melhor divulgação e organizou-lhe a apresentação. No dia 12 de novembro de 1991, em avant-premierè, eis que apresentam-se os 19 candidatos à vaga aberta naquela Casa de Justiça. Foi uma noite memorável cuja audiência foi a maior possível: advogados, familiares, ex-presidentes, Doyens, todos enfim assistiram ao solo de cada um dos concorrentes. O seleto collegium que haveria de compor, a várias mãos, a grande finale avaliava, confabulava e in pectoris escolhia os seis representantes da classe que ainda se submeteriam a novo crivo, perante os desembargadores.

A grande finale ficou, porém, para o dia 20/11, quando então, em sessão pública novamente concorridíssima, todos os ex-presidentes, os ilustres representantes do DF no Conselho Federal e muitas autoridades aplaudiram o ato final: a lista sêxtupla.

Desde a retomada de nossa sede das mãos da ditadura não se via a OAB/DF tão fulgurante, tão digna das tradições do velho Instituto da Ordem dos Advogados Brasileiros.

Congratulo-me, pois, com todos os membros do colendo Conselho Seccional e sobretudo com seu ilustre e marcante presidente. Que os demais Conselhos Seccionais e até mesmo o Federal possam refletir acerca do elogiável procedimento de apuração da lista sêxtupla, já por ser de maior transparência legitimante, já por ser profundamente democrático, tudo como convém à OAB.

Como concorrente que deixou de figurar naquela lista por apenas um voto, posso, com tranqüilidade, tecer loas à atual Direção da OAB/DF. Não obstante, devo, por outro lado, dizer que alguns reparos na regulação (Resolução nº 8/91) aperfeiçoarão ainda mais o procedimento. Por exemplo: votação dos nomes logo após a apresentação dos candidatos. Maior lapso de tempo para a desincompatibilização de candidatos-conselheiros, que têm o lídimo e merecido direito de concorrerem.

AGRADEÇO AOS QUE ME HONRARAM COM SEUS VOTOS, FELICITO OS ELEITOS E REAFIRMO (NÃO É DE HOJE) QUE A JUSTIÇA BRASILEIRA CARECE ESSENCIALMENTE DE VALORES QUE RESGATEM-NA DO ESTRESSANTE ESTÁGIO DE ESTAGNAÇÃO FUNCIONAL E DEFINHAMENTO TELEOLÓGICO.